quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz Livro Novo!


Me despeço de 2015. Um ano difícil, com muitos desafios, alguns dos quais não consegui vencer. Quanto mais o tempo passa mais me dou conta de que a vida é uma eterna re-significação. De tempo em tempo é preciso mudar o foco, mudar o caminho, trocar o time, virar a mesa. Algo parecido com a teoria do caos. São nos momentos mais difíceis que as coisas mudam, que novas possibilidades surgem. A bagunça que toma conta da nossa vida às vezes antecede uma virada, motiva a procura por uma saída urgentemente necessária.

Entre promessas e simpatias, o fato é que 2015 ensinou muita coisa. A perda do meu avô ensinou que o que fica quando partimos é o que construímos ao longo da vida. A instabilidade econômica e política que o país atravessa ensinou que é preciso poupar e que o cenário da política nacional é péssimo. A distância de alguns amigos ensinou que grandes amizades também podem ser frágeis, ou então que podiam nem ser tão grandes assim. E teve muitos outros ensinamentos que verdadeiramente fizeram de mim uma pessoa melhor. 

E assim, depois da análise de 2015 é preciso repensar. Repensar a gestão dos recursos financeiros, a equipe, a energia (tanto as fontes de descarga quanto as de recarga), os planos simples, os planos mais complexos e audaciosos, o planos que não estão nos planos. Há momentos em que o plano é não ter planos. É preciso repensar nosso papel no mundo. 

E para 2016 não quero muito. Quero o que me cabe. Também não tecerei uma lista interminável de metas a cumprir. Para mim, esse ano é de simplicidade. Quero pouco que me seja suficiente, para depois pensar no depois. Então peço disciplina, discernimento e sabedoria. É preciso manter as gavetas arrumadas e a agenda em dia. É preciso acordar cedo para o dia render mais. É preciso saber dizer não e recusar trabalho. É preciso voltar cedo para casa, em tempo de se jogar no sofá. É preciso ter em si mesmo um grande aliado, na verdade o maior deles.

Que venha então um ano novinho, cheio de possibilidades. Um livro em branco que receberá nossa melhor história, contada da melhor maneira. Aguardo ansioso por esse que será um dos melhores anos da minha vida.

Feliz Livro Novo!


Nenhum comentário: