sexta-feira, 1 de abril de 2011

"sinfônica pop" e outros prazeres


foto de paulo lacerda

fui à estréia da sinfônica de minas no projeto da série "sinfônica pop", onde a orquestra convida artistas da MPB para os concertos. abrindo a série não poderia haver nome mais apropriado: wagner tiso, mineiro da gema, fez acompanhamentos inéditos no piano, além de arranjos de emocionar qualquer marmanjo. para quem sabe pouco de wagner tiso, além de ter sido um grande amigo de fernando sabino no passado (isso pra mim é currículo), também é músico, arranjador, regente e pianista. a regência foi do maestro roberto tibiriçá e além de wagner, zizi possi e ivan lins também se apresentam no evento.

no repertório obras de wagner tiso como "Cenas Brasileiras" e "Chorata", além de "Eu Sei que Vou Te Amar", de Tom Jobim e "Por Causa de Você", de Dolores Duran.

fiquei super feliz em ver o grande teatro do palácio das artes lotado num dia de semana numa apresentação de concerto. talvez a idéia de que apreciação de música clássica seja programa só para a classe média esteja acabando.

definitivamente esse povo de teatro não sabe se comportar em concertos, concluí. esse povo que quer explicação para tudo quando na verdade só é preciso parar para ouvir a melodia, tentar descobrir o som de um determinado instrumento dentro da composição da orquestra e curtir.

(não consegui muita evolução. a flauta por exemplo, embora a moça tocasse o tempo todo não distingui o som da flauta em momento algum).

um som muito bonito é o da arpa, mas a moça quase não toca. a arpa, bem como a moça que a executava, tinham ares de superiores, de metidos à besta, de pretensos.

definitivamente preciso ir mais vezes a concertos. no mínimo emocionante.