terça-feira, 31 de agosto de 2010

Aniversário de um amigo que só será "velho quando o for"


Jacuri tem revelado grandes talentos, anônimos ou conhecidos. Muitos lutadores, batalhadores, gente humilde que arregassou as mangas e foi em busca de um sonho. Esse é um caso comum por aquelas bandas.

Talvez pouco comum seja alguém que vai, mas que tá sempre voltando, trazendo o que aprendeu lá fora. Alguém que pode até almoçar um filé mignon com foie gras ao molho de vinho do Porto, com um crêpe Suzette de sobremesa num restaurante francês na capital federal, mas que de volta a Jacuri, toma uma pinga da boa com banana frita no Zé do frango com os amigos (lhe devo uma lá né.)

Alguém que se refinou, sem perder a sensibilidade, sem esquecer os amigos, a família, as raizes. Alguém que estando aqui, lá ou acolá, enche a gente de orgulho.

Essa não é uma homenagem por que me faltaria recursos, diante da honra que merece o célebre homenageado. É apenas uma pequena tentativa de não deixar passar em branco o aniversário de uma pessoa tão querida, a quem tenho tanto orgulho de ser conterrâneo.

Feliz aniverário Paulo Roberto! Que você conserve sua essência e junto com ela, sua sensibilidade.

Só não se esqueça de comemorar seu aniversário pra comemorar o do Corinthias hein.

Abraço meu caro.

Um comentário:

Paulo disse...

Nelio, meu grande amigo!!! Que honra receber esta homenagem!!! Fico até sem palavras!!!

Muito obrigado é o mínimo que posso lhe dizer neste momento!!!