quarta-feira, 29 de abril de 2009

"Um país se faz com homens e livros."

Ganhei da Mariana "A casa dos budas ditosos", do João Ubaldo. A tempos queria comprar esse livro e acho que cheguei a comentar com ela. Daí, quão generosa que é, me chega na faculdade com ele e diz com um sorriso como que desenhado: "É teu".
Eduardo tem o livro e chegou a prometer que me emprestaria assim que acabasse de ler, mas nunca acabava. Agora eu tenho o meu. Tão logo acabe de ler, postarei falando sobre ele. De antemão, o SUBMARINO diz: "Um romance impudico e provocador. Às vezes chocante, às vezes irônico, sempre instigante. Um livro, que, não por acaso, ele dedica às mulheres. Com a deliciosa sugestão de que, realmente, não existe pecado do lado de baixo do Equador."

Ao som de "Soul mais bossa", de Tamy, uma capixaba que mescla MPB com batidas eletrônicas. Tamy se inspira no samba-funk carioca e canta de forma suave, adicionando arranjos vocais com uma batida dançante. Vale a pena conferir. O nome do disco é "Soul mais bossa" e a faixa que eu mais gosto é a que leva o nome do disco. Fica aí a dica.

Nelio Souto

Ah! A frase que vem como título do post é de Monteiro Lobato.

4 comentários:

Liv Milla disse...

Um dia ce me empresta???
Sou louca para lê-lo!
Bjoks

Túlio Cheab disse...

Marquês: O que tem o meu livro?

Madeleine: Vendeu como o diabo por ai a fora;porém queimaram-no logo após.

Marquês:Esse é o pergio de se compor uma prosa tão incendiária.

Madeleine:Quero mais uma coisa de vóz...

Marquês:Roubaste-me o coração...e um outro órgão proeminente ao sul do equador.

Recordei-me.Você precisa assistir.

Quero ler esse que a Mari te deu. :p

Marcos Oliveira disse...

Já li o livro e é fantastico, espero que goste, libidinoso.

Nelio Souto disse...

Liv, empresto sim, claro. E espero entregá-lo pessoalmente. Estou em débito contigo né?
Túlio, a leitura remete um pouquinho a Marquês de Sade. Obrigado pelo post.
E Marcos, recomendações tuas são muito bem aceitas. Você tem um gosto muito apurado.
Obrigado pela visita de vocês e voltem sempre.